domingo, 3 de junho de 2012

DESAFIO DE GIGANTES



3 de Junho - Domingo

“Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Eia! Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela.” Números 13:30

Nosso maior desafio nestes últimos dias é envolver os membros da igreja no cumprimento da missão. Nestes dias vemos pessoas pouco comprometidas e dispostas a fazer grandes coisas para Deus.
Em um de meus distritos que acabava de assumir encontrei alguns desafios muito sérios, dentre eles uma igreja bonita, porém fechada a mais de três meses, com a luz cortada, o matagal tomando conta do lugar.
Ao olhar para aquele quadro terrível, acabei por me sentir impotente em meio a tais circunstâncias, o que poderia fazer para reverter aquele quadro?
Depois de orar e meditar muito, convoquei uma reunião com todos os membros que moravam ao redor daquela igreja e começamos a tentar entender o que havia acontecido e o que poderíamos fazer para mudar aquela situação dramática.
Na reunião começaram a querer culpar a igreja sede do distrito, dizendo que eles não os apoiavam, que os haviam abandonado. Tive que pensar rápido e fiz-lhes um desafio . Primeiro tivemos que entender que aquela igreja não era a sede e sim outra igreja que possuía seu corpo de membros e que esses deveriam assumir o desafio de fazer aquela congregação renascer. Mas o questionamento foi ainda maior, pois eles não se achavam capazes de coordenar os trabalhos dali. Oramos e lancei os desafios para começarem os trabalhos, mesmo com poucos recursos humanos, mas que deveríamos, pelo poder do Espírito Santo, fazer o nosso melhor para Ele.
Depois dessa longa reunião, dividimos as tarefas para cada membro, treinamos cada um deles e mostramos como desenvolver o trabalho e a igreja foi reaberta, com muito mais força ainda, pois, até esse momento é uma das igrejas que mais batiza naquele distrito. Além disso, anos mais tarde, através do Clube de Desbravadores, conseguimos recursos financeiros, em torno de R$ 25.000,00, com um projeto junto a uma instituição, onde conseguimos equipar todo o clube e atender a comunidade com aulas de música com os instrumentos adquiridos pelo projeto. Essa igreja se tornouum campo fértil para ganhar almas para Jesus, graças aos desafios que foram aceitos por todos nós para fazermos algo grande e diferente naquele bairro.
Dessa igreja ainda saiu um grupo de membros com o propósito de fundar uma nova congregação em uma região quilombola, eles assumiram um desafio ainda maior, depois poder ter a alegria de ver pessoas sendo batizadas.

Pastor Carlos Alberto Escopel 
Associação Baixo-Amazonas - UNB

Compartilhe

Twitter Facebook Favorites